You are here

Paula Sequeiros

Investigadora em sociologia da cultura

Artigos do Autor(a)

2016/08/09 - 8:48am

Objeto de orgulho tecnológico há 50 anos, fez-se extração de gás natural em Lacq, na maior jazida do país. As altas taxas de mortalidade e a má saúde originaram protestos. A investigação epidemiológica ora foi ocultada, ora recusada. O relatório, de 2002, é agora revelado por associação local que interroga os poderes públicos: o negócio fez-se à custa dos habitantes? Por Paula Sequeiros

2016/04/12 - 5:34pm

A Repsol, através da sua Fundação, pôs na estrada um espetáculo sobre rodas que corre por escolas portuguesas a espalhar a “boa nova” das vantagens da indústria petrolífera. Em notícia de 7 de abril, diz que encerrará a 27 deste mês uma campanha com a duração total de três meses. Por Paula Sequeiros.

2015/10/18 - 6:35pm

Decorre ainda, e até ao dia 31 de outubro, o Festival Feminista do Porto, ocupando vários espaços associativos e culturais, públicos ou de diversão. Por Paula Sequeiros

2015/05/17 - 6:39pm

O espírito do Encontro esteve orientado para a intervenção social e política, para a criação de condições para elaborar ou reelaborar propostas de ação política. Aqui o assédio sexual em espaço público foi um aspeto concreto visado. Por Paula Sequeiros.

2015/04/16 - 2:00pm

Se és mulher, pobre, desempregada, talvez imigrante, a próxima vez que saíres à rua, cautela: poderás ter algum Sucesso (mal-)Fadado a querer velar por ti.

2014/05/23 - 2:56pm

Votar nestas eleições europeias não é realmente a mera reativação dum direito: é o que sinto ser a afirmação de quem tanto lutou e tanto quer continuar a lutar, de quem sabe que tem passado mas não abre mão de exigir um futuro.

2014/05/02 - 12:52pm

A Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar opõe-se à realização, a 11 de maio, da Garraiada Académica, financiada pela FAP. Em causa está o respeito pelos direitos dos animais e a coerência com a cultura e valores da sua escola superior.

2014/04/23 - 3:03pm

No dia do livro é importante lembrar que esta velha inovação da humanidade perdura e se reinventa entre as relações das gentes com o objeto. O livro reflete quem o criou e para quê. Quem o lê, o destrói, o acarinha, o transmite ou censura evidencia o poder que ele pode encerrar. Se nenhuma pessoa é uma ilha, nenhum livro é apenas uma coisa. “O livro muda a história que o muda”, diz Fernando Báez em Os Primeiro Livros da Humanidade. Por Paula Sequeiros

2013/12/30 - 12:01am

Com 2014 prestes a iniciar-se, mudada a liderança da Câmara do Porto, não há razões para ter boas expectativas sobre política municipal para animais de rua.

2013/11/23 - 11:10pm

A 24 de novembro de 1945, foi inaugurada a Sala de Leitura Feminina na Biblioteca Pública Municipal do Porto. Que se leria em tal sala? Quem iria lá ler? Por Paula Sequeiros para esquerda.net.

Pages