You are here

Portugal é um dos países mais desiguais da Europa

Em 2007, Portugal era o segundo país mais desigual da Europa. Os 20% mais ricos ganham 6,1 vezes mais do que os 2% mais pobres. Mais de 500 mil trabalhadores correm risco de pobreza. Os baixos salários estão em grande parte na base das desigualdades.
Foto de Paulete Matos

12% da população activa portuguesa, mais de 500 mil trabalhadores, estão em risco de pobreza revela o estudo “Desigualdades sociais 2010, Estudos e indicadores” do Observatório das Desigualdades do ISCTE, que foi lançado nesta quinta feira.

O coordenador do estudo, Renato Miguel do Carmo, aponta os baixos salários de grande parte dos trabalhadores portugueses como a fonte da profunda desigualdade existente em Portugal e para o elevado risco de pobreza nos trabalhadores.

Segundo o estudo, em 2007 Portugal era o segundo país de maiores desigualdades na União Europeia a 27. Só na Letónia as desigualdades eram piores, enquanto Roménia e Bulgária estavam ao mesmo nível de Portugal.

Ainda segundo o estudo, quase um quarto dos menores de 18 anos (23%) vive em situação de pobreza, o que é considerada pelos autores do estudo uma “condicionante” nacional.

As baixas qualificações e o défice de formação ao longo da vida são outros obstáculos de fundo que se colocam no nosso país.

Os autores do estudo consideram que o desemprego é a “questão central” que o país enfrenta e que acarreta um “sério risco” de agravar ainda mais as profundas desigualdades existentes em Portugal.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
(...)