You are here

Selenis Serviços: 80 trabalhadores poderão ficar desempregados

Um pedido de insolvência da empresa Selenis Serviços, em Portalegre, deu entrada no tribunal daquela cidade alentejana esta segunda feira, informou Paulo Cardoso, um dirigente do Sindicato dos Fogueiros, Energia e Indústrias Transformadoras.
A empresa de Portalegre presta serviços a outras empresas nas áreas da manutenção, controle de qualidade, segurança e higiene no trabalho e administrativos.

"A própria empresa é que deu entrada segunda feira com o pedido de insolvência no Tribunal de Portalegre", adiantou o sindicalista do SIFOMATE Paulo Cardoso, que também trabalha na Selenis Serviços, acrescentando que os funcionários foram "apanhados de surpresa".

A empresa Selenis Serviços, em Portalegre, pode entrar em insolvência se não for encontrada uma solução para os graves problemas financeiros que afectam aquela unidade fabril.

Numa reunião realizada na semana passada, nas instalações da empresa, a administração da Selenis Serviços avisou ainda os trabalhadores de que muito provavelmente não vão receber os salários de Novembro e Dezembro.

Em declarações à Rádio Portalegre, Paulo Cardoso acusou a administração da Selenis Serviços de pretender fechar a empresa arrastando os trabalhadores para o desemprego.

A empresa, que emprega actualmente cerca de 80 trabalhadores, presta serviços a outras empresas nas áreas da manutenção, controle de qualidade, segurança e higiene no trabalho e administrativos.

Termos relacionados Sociedade
(...)