You are here

Estudantes de Paredes fazem greve no dia europeu de luta

Estudantes da Escola Secundária de Paredes fizeram hoje greve. Na manifestação participaram cerca de 300 estudantes, concentrando-se em frente à Câmara Municipal.
Manifestação de estudantes de Paredes - Foto de André Moreira

Aceda ao panfleto distribuído pelos estudantes e leia o texto de André Moreira, estudante da Escola Secundária de Paredes

Hoje, em dia Europeu de Luta, os alunos da Escola Secundária de Paredes, mostraram que também nós, jovens e estudantes temos a necessidade de lutar, e cada vez mais!

Foi organizada uma greve por um grupo de alunos da mesma Escola, tendo sido distribuídos panfletos no dia anterior para que todos conhecessem as razões pelas quais iríamos protestar.

Já de madrugada, a organização da Manifestação reuniu-se à porta da escola para que tudo estivesse preparado.

Os alunos começaram a aderir à greve, e notou-se que muitos estavam lá porque realmente queriam protestar contra um ensino que pensa cada vez mais nos alunos como segunda prioridade e contra uma escola que se assemelha a uma autêntica prisão anti-democrática.

A manifestação com cerca de 300 estudantes, que se juntaram numa marcha lenta até ao Parque José Guilherme, concentrando-se em frente à Câmara Municipal. Recebemos o apoio de inúmeros populares, da comunidade escolar, do comércio local, etc. Todos eles entenderam que esta manifestação tinha razão de ser e era completamente justa.

A organização deste protesto enviou ainda um comunicado para a Direcção da Escola e para a DREN. Os manifestantes continuaram a greve que durará todo o dia de quarta-feira.

Com isto a Escola Secundária de Paredes juntou-se e solidarizou-se com esta Jornada Europeia de Luta!

Provou-se a alunos, professores, funcionários e a toda a população de Paredes, que os estudantes também têm uma voz, voz esta que deve ser ouvida!

AttachmentSize
PDF icon panfl_paredes.pdf54.97 KB
Termos relacionados Jornadas de Luta
(...)