You are here

Manifestantes começam a concentrar-se em Bruxelas

Milhares de manifestantes são esperados no centro da capital belga, com representações de 30 países. Embaixada dos EUA pede que os cidadãos norte-americanos não se juntem ao desfile nem se aproximem das suas zonas de influência.
O início da manifestação. Foto de Zé Nuno

Milhares de pessoas já se concentram na grande manifestação em Bruxelas, que percorre o trajecto entre a Gare du Midi e o Cinquantenaire.

Entretanto, o beinternacional informa que a embaixada dos Estados Unidos em Bruxelas fez circular informações e precauções sobre a grande manifestação europeia em Bruxelas. Entre as habituais considerações burocráticas avulta o reconhecimento de que a manifestação será muito grande.

O texto, elaborado numa configuração própria de serviços de inteligência e militares, pormenoriza o trajecto da manifestação e reconhece que a vida em Bruxelas será afectada pelo movimento laboral, designadamente a nível de transportes e de circulação no centro da cidade.

Demonstrando um grande conhecimento destes meandros, a Embaixada norte-americana, citando fontes belgas, adverte para a possibilidade de "grupos anarquistas" se juntarem à manifestação para provocarem desacatos e atacarem forças policiais. Reconhecendo que estas manifestações têm objectivos pacíficos, a Embaixada chama contudo a atenção dos cidadãos norte-americanos para não se juntarem ao desfile nem se aproximarem das suas zonas de influência.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Jornadas de Luta
(...)