You are here

Lei anti-imigrante é suspensa nos EUA

Um dia antes de entrar em vigor, a polémica lei anti-imigrante do Estado do Arizona, nos EUA, foi suspensa pela juíza federal Susan Bolton. Centenas de imigrantes comemoraram em frente à Casa Branca o bloqueio parcial da lei.
Lei anti-imigrante é suspensa nos EUA - Foto de Fibonacci Blue / Flickr

O bloqueio de três pontos fundamentais da lei SB-1070, incluindo a polémica obrigação dos policiais de comprovar o status migratório de uma pessoa que tenha sido detida por outras razões, foi motivo de festa para centenas de manifestantes que se concentraram em frente à Casa Branca na última quarta-feira. No mesmo dia, centenas de crianças de todo o país, filhos de imigrantes, pediram a Obama que deixe de deportar seus pais.

A juíza Susan Bolton considerou que a lei poderia conduzir à detenção indesejável de cidadãos de direito numa área em que o Governo federal tem autoridade exclusiva, e criticou a governadora do Arizona, Jan Brewer, por, "em vez de proporcionar a liderança" de que aquele estado "necessita para resolver o problema da imigração", ter assinado uma lei "que não conseguiu defender em tribunal e que gerou boicotes, ameaçou a indústria de turismo regional e polarizou o estado".

A suspensão entreposta por Bolton inclui os pontos que obrigavam os imigrantes a carregarem sempre consigo a documentação que demonstre que estão no país de maneira legal, e que transformavam em delito o facto de os imigrantes ilegais pedirem emprego em locais públicos.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)