You are here

Roberto Almada

Deputado na Assembleia Regional da Madeira

Artigos do Autor(a)

2020/06/09 - 9:32pm

A Conceição é daquelas Pessoas que, pela sua inteligência admirável, pelo seu percurso de vida e pela sua resiliência face às agruras da nossa existência é um exemplo de que me orgulho de seguir.

2019/10/12 - 9:16am

A Madeira precisa que a esquerda comprometida com a defesa dos mais frágeis, que defende salários dignos, que exige impostos mais baixos, que é portadora da esperança num futuro melhor para as nossas gentes se mobilize e ‘renasça das cinzas’.

2019/09/17 - 4:20pm

A poucos dias do final da XIª Legislatura da Assembleia Legislativa da Madeira, talvez seja importante fazermos um pequeno balanço da atividade que o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda desenvolveu nestes quatro anos, no Parlamento madeirense.

2019/08/21 - 5:55pm

Ao longo destes quatro anos, a vertente social foi uma das nossas maiores prioridades.

2019/07/19 - 2:38pm

Congratulamo-nos com a implementação do Orçamento Participativo da Região Autónoma da Madeira.

2019/07/09 - 11:06pm

Podem vir dizer, em período pré-eleitoral, que a nossa economia cresce há 68, 69 ou 70 meses. E até pode ser verdade. O problema é que estes números não batem certo com a realidade diária das pessoas.

2019/07/01 - 10:04pm

Intervenção proferida, em nome do Bloco de Esquerda, no dia 1 de julho de 2019, na sessão solene do Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses, que decorreu no concelho de Machico.

2018/09/10 - 12:06am

Desde o início do regime autonómico que os sucessivos governos regionais da Madeira fecham os olhos à construção de hotéis e de outros empreendimentos quase em cima da linha da maré-cheia.

2018/08/14 - 5:34pm

Provavelmente, a verdadeira preocupação do governo regional da Madeira, e quiçá, a única, é a de assegurar as condições para manter e reforçar os apoios públicos ao Ensino Privado, nem que para isso seja necessário desinvestir e destruir a Escola Pública.

2018/07/26 - 10:29pm

Um Estado de privilégios para os protegidos e afilhados e um Estado de indigência e necessidade para tantos trabalhadores.

Pages