You are here

Álvaro Arranja

Professor e historiador.

Artigos do Autor(a)

2016/05/09 - 11:24pm

Uma escola que busque a igualdade nunca mereceu o apoio da oligarquia económica e dos seus políticos.

2015/12/14 - 8:26am

A disponibilização em bruto dos resultados dos exames e a possibilidade de construção de rankings a partir desses resultados prestam um mau serviço à Educação.

2015/10/14 - 12:01am

O coro do comentário único, o seu Presidente da República e a PAF (na verdade a PAV – Portugal à Venda), tem agora uma nova (na verdade muito velha) teoria. A teoria da democracia limitada.

2015/05/23 - 12:12am

Estes exames perturbam o trabalho dos professores nas salas de aula e alteram a avaliação dos alunos de uma forma não mais completa ou rigorosa. Os professores estão a treinar para os exames, em vez de estarem a dotar os alunos de conhecimentos e capacidades importantes.

2015/03/14 - 12:00am

40 anos depois da nacionalização da banca , os desmandos dos Espírito Santo, BPN, BPP e outros, que todos estamos a pagar com uma austeridade brutal, fazem compreender melhor a justeza da decisão tomada em 14 de Março de 1975.

2015/02/13 - 10:30am

Há 50 anos, em 13 de Fevereiro de 1965, a PIDE assassinou o general Humberto Delgado. Sempre sob a orientação pessoal de Salazar (que despachava diretamente com o Diretor), tudo o que era importante ser feito dentro da PIDE tinha o aval do ditador.

2015/01/29 - 6:03pm

Num país que gasta mais em juros da dívida que no orçamento da saúde, os portugueses continuam a morrer nas urgências para pagar a dívida da banca que se transformou em dívida pública.

2015/01/11 - 12:55pm

O atentado de Paris é um presente para as Marine Le Pen e os Sarkozy deste mundo. Como dizia um dos desenhos do Charlie Hebdo, Maomé deve achar que é duro ter tantos estúpidos a afirmarem-se como seus adeptos…

2014/12/08 - 9:32pm

Retirar dignidade às pessoas, forçando-as a recorrer à caridadezinha, eis o quadro mental de uma direita que leva à prática políticas de um verdadeiro racismo social em Portugal.

2014/10/29 - 3:54pm

O caos nas colocações com que Crato nos brindou não tem apenas a ver com a incompetência já demonstrada noutras ocasiões. A ideia é lançar o caos, para justificar a instalação da cunha e do favoritismo nas colocações de professores.

Pages