You are here

Sobre a crise e os meios de a vencer

Nas últimas semanas, a Comissão Política do Bloco analisou a crise e as respostas da austeridade que os governos estão a implementar, bem como as propostas "para vencer a ideologia do 'sacrifício".
Documento da Comissão Política do Bloco de Esquerda

O resultado deste debate está agora publicado no documento "Sobre a crise e os meios de a vencer" (em anexo por baixo da notícia). O seu objectivo é "promover o conhecimento detalhado das medidas que estão em curso e discutir a melhor forma de as combater" e começa por analisar as "três grandes estratégias em confronto: O euro como instrumento de preservação da financiarização colocada em risco pela actual crise; a desagregação do euro; e a luta social como motor da reforma da arquitectura europeia para enfrentar o plano europeu de austeridade como mecanismo de transferência para o capital financeiro".

O documento destaca as iniciativas que tem promovido em conjunto com a esquerda europeia, em comícios em Atenas e Madrid, para além do desta noite em Lisboa com a presença dum representante da coligação grega Syriza e do comício em Berlim, em Junho. "Esta é a política que responde à crise com uma perspectiva europeia. Mas não temos ilusões sobre as relações de forças: não existe nenhum governo que defenda tal perspectiva, e as convergências entre a social-democracia e o liberalismo são estruturais".

A análise do plano de austeridade do PS e do PSD e os elementos de resposta política do Bloco completam o texto da direcção bloquista, que termina destacando que "o debate presidencial deve sublinhar essas diferenças e a sua força depende da apresentação de uma visão alternativa ao situacionismo económico, com propostas contra a ditadura dos mercados financeiros e da austeridade e em defesa do trabalho, do salário, do emprego e dos serviços públicos".
 

AttachmentSize
PDF icon textocrise.pdf1.04 MB
Termos relacionados Política
(...)