You are here

Transportes públicos vão ficar mais caros

Sem definir o valor do aumento e a data, o secretário de Estado dos transportes anunciou na última segunda-feira o aumento do preço dos transportes públicos. Associação afirma que mudança será no dia 1 de Julho.
Uma paragem é um segundo - Foto de jorgempf / Flickr

O secretário de Estado dos transportes, Correia da Fonseca, afirmou na última segunda-feira que o preço dos bilhetes dos transportes públicos vai ser revisto. O secretário de Estado falava à margem da primeira edição das Conferências do Beato, em Lisboa. Embora não tenha avaçado com uma data, a Associação dos transportadores de passageiros afirma que o aumenta será já no próximo 1 de Julho e que espera um aumento de 3 a 4 por cento.

Correia da Fonseca afirmou ainda que não está prevista nenhuma reavaliação dos passes destinados aos estudantes que tenham até 23 anos, mas salientou que “a realidade é extremamente volátil. Andamos ao sabor dos ratings da República e dos spreads. Hoje em dia, talvez seja mais fácil prever o Totobola do que prever como é que os mercados vão funcionar no dia seguinte”, “Por isso, temos de ser comedidos nas afirmações, porque não sabemos o que vamos enfrentar”, completou.

Segundo a Associação dos Transportadores de passageiros a lei prevê duas oportunidades para alteração nos preços dos transportes, uma no início do ano, e outra, extraordinário, em 1 de Julho.

Correia da Fonseca, justificou o aumento nos transportes com o factodos preços dos títulos de transporte não terem sido revistos nos últimos dois anos: “Portanto, há uma perda clara de receitas por parte dos operadores”, justificou. Por outro lado é importante lembrar que outros indicadores importantes para a formação dos preços no sector, como os salários, o preço dos combustíveis, e a inflação, também permaneceram estáveis nos últimos anos.

Termos relacionados Sociedade
Comentários (3)