You are here

Vereadores do PSD obedecem a Marques Mendes e vão demitir-se

Marques MendesAs eleições intercalares para a Câmara de Lisboa são o desfecho para a crise política que atingiu o município lisboeta nos últimos meses. Numa conferência de imprensa esta tarde, os vereadores do PSD em funções, de que foi porta-voz Marina Ferreira, confirmaram a intenção de seguir a indicação do líder do partido, renunciando ao mandato e obrigando a que haja eleições intercalares. O independente Fontão de Carvalho diz que só sai quando Carmona sair e Pedro Feist, o ex-vereador do CDS também eleito como independente pelo PSD, ainda não tomou posição sobre o que fará. Mas Marina Ferreira assegurou que Carmona Rodrigues já disse que "não irá a jogo com segundas ou terceiras equipas", afastando o cenário de governar com um grupo de candidatos "repescados" do fim da lista que o PSD apresentou em 2005.

Leia também as notícias anteriores:

Marques Mendes prossegue braço-de-ferro com Carmona

Carmona diz que fica

Lisboa: oposição reclama eleições também para a Assembleia Municipal.

Dossier Esquerda.net  | Escândalos na Câmara Municipal de Lisboa

Termos relacionados Política