You are here

Trabalhadores consulares

MINISTÉRIO ACUSADO DE FRAUDE
mneTrês representantes da “Comissão Ad Hoc” de Trabalhadores Contratados do Consulado Geral de Portugal em Londres viajaram até Lisboa e apresentaram no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP), uma queixa crime contra o MNE (Ministério dos Negócios Estrangeiros) por fraude e por abuso de confiança contra a Segurança Social. Os trabalhadores acusam o "não cumprimento por parte do Ministério das suas obrigações perante a Segurança Social pelo facto deste não estar a entregar à Segurança Social a devida contribuição dos trabalhadores nem estar a efectuar o pagamento obrigatório que, enquanto entidade patronal, está obrigado a fazer".
Os trabalhadores denunciam que com "um quadro de pessoal de cerca de trinta trabalhadores, o Consulado Geral de Portugal em Londres mantém dezanove nesta situação" ilegal e precária, alguns deles desde 1999. Estes trabalhadores estão a contrato a termo certo apesar de estarem à vários anos a fazerem tarefas permanentes.
Os trabalhadores realizaram, em Agosto, uma greve de vários dias e continuam a sua luta contra o trabalho precário.
Já em Março de 2006 a deputada do BE Helena Pinto tinha feito um requerimento ao Ministério tendo este respondido que estava a “estudar o assunto”.                                                                                                                                                                            Mais informações sobre a luta destes trabalhadores pode ser consultada aqui.
 

Termos relacionados Sociedade