You are here

Sérvia ameaça não aderir à UE e à NATO

servia.jpgO Parlamento sérvio aprovou uma resolução que sugere o corte de relações com a Europa Ocidental, caso a União Europeia e os Estados Unidos reconheçam a independência do Kosovo. Esse corte de relações pode significar a não adesão do país balcânico à UE e à NATO.

De acordo com a resolução – aprovada através de um pacto entre o Partido Democrático (do presidente Boris Tadic) e o Partido Democrático da Sérvia (do primeiro ministro Vojislav Kostunica, nacionalista e pró-russo) - “os acordos internacionais assinados pela Sérvia, que incluem o Acordo de Estabilização e Associação com a UE, devem respeitar a soberania e a integridade territorial do país”.

A resolução aprovada rejeita ainda o envio de uma missão civil europeia ao país, sem uma “decisão adequada” do Conselho de Segurança da Organbização das Nações Unidas.

Termos relacionados Internacional