You are here

PSOE atrás do PP: Madrid fez a diferença nas municipais

Foto Asane/FlickrAs eleições municipais não provocaram mudanças de executivos nas principais cidades espanholas. O PSOE conseguiu a maioria dos eleitos, mas o PP leva vantagem de algumas décimas sobre o PSOE em número de votos (cerca de 120 mil), o que permitiu que as reacções dos dois partidos fosse um discurso de vitória. Do lado do PP, a satisfação pela "primeira vitória em eleições nacionais desde 2000", do lado do partido do governo, louvou-se a manutenção de posições nas principais cidades e a progressão nos governos autonómicos, lamentando o "decisivo" resultado de Madrid, onde o PP subiu para os 54%.

No que respeita às principais cidades, as vitórias arrasadoras do PP em Madrid, Valência e Málaga fizeram a diferença nas eleições municipais. Por seu lado, o PSOE continuará a governar Barcelona, Sevilha (apesar da derrota em votos) e Zaragoza. Nas autonómicas da Andaluzia, apesar de revalidarem o mandato à frente do governo regional, os socialistas não conseguiram ganhar em nenhuma das oito capitais de província.

As eleições autonómicas trouxeram a grande incógnita da noite eleitoral, e foi preciso esperar até ao fim para confirmar dois resultados a ensombrar o resultado do PP: Navarra assistiu a um fenómeno eleitoral com o aparecimento duma nova formação que reúne sectores nacionalistas, "Nafarroa Bai". Esta candidatura elegeu 12 deputados, os mesmos que os socialistas de Navarra. O PP perdeu a maioria absoluta por escassa margem e agora há espaço para uma aliança entre  nacionalistas e socialistas à frente do governo navarro. Também nas Baleares, o PP perdeu a maioria absoluta.

Os únicos incidentes das eleições decorreram nalgumas localidades do País Basco, com protestos contra a proibição das candidaturas da esquerda nacionalista, na altura em que votavam os líderes dos principais partidos. As listas da ANV - que nestas eleições representavam também os apoiantes das formações sucessoras do ilegalizado Batasuna - obtiveram a maioria em mais de 20 localidades nas eleições municipais e passaram a ser a terceira força em número de eleitos.

Termos relacionados Internacional