You are here

Opel adquirida pela Magna

O governo alemão vai financiar a recuperação da OpelA Magna, empresa canadiana fabricante de componentes para automóveis, chegou a acordo com a General Motors (GM) e o governo alemão para a aquisição da Opel. Além da Magna e da GM, até agora accionista única da Opel, um banco russo e os trabalhadores participarão no capital do fabricante de carros.A Opel tem 26 mil trabalhadores na Alemanha e 55 mil em toda a Europa.

 

Depois da desistência da FIAT, a Magna, empresa canadiana de componentes para automóveis, era a única entidade em negociações para a aquisição da Opel, com a General Motors (até agora, accionista única) e com o governo alemão.

Segundo a imprensa, o acordo prevê que a Magna assuma 20% do capital da Opel, garantindo a maioria através do seu parceiro neste negócio, o banco russo Sberbank, que controlará 35% do capital. A General Motors ficará com outros 35% e os trabalhadores da Opel deterão 10% das acções.

Por seu lado, o governo alemão garantiu um financiamento à empresa no valor de 4,5 mil milhões de euros, com o objectivo de preservar os 26.000 postos de trabalho que a Opel assegura nas quatro unidades industriais que tem em funcionamento na Alemanha.

Na Europa, a Opel tem 55.000 trabalhadores e detém ainda as marcas Vauxhall e Saab. A Magna, por seu lado, tem 70.000 funcionários, em 25 países.
 

Termos relacionados Internacional