You are here

Monges Voltam às Ruas da Birmânia

mongesbirmania.jpgOs monges budistas voltaram hoje a manifestar-se na Birmânia, pela primeira vez desde a violenta repressão que a junta militar utilizou para silenciar os protestos das últimas semanas. Por outro lado, a ONG "Human Rights Watch" denunciou a utilização de crianças pelo exército birmanês. Cerca de 100 monges voltaram hoje a caminhar na Birmânia, em protesto contra o poder ditatorial da junta militar que governa o país. A acção realizou-se na cidade de Pakokku, na região central do país, assinalando o regresso dos protestos às ruas da Birmânia, após os incidentes entre os manifestantes e o exército birmanês, que culminaram com a morte de 13 monges e milhares de prisões.

No mesmo dia, a ONG "Human Rights Watch" apresentou um relatório, que pretende influenciar o Conselho de Segurança da ONU para uma intervenção na região, denunciando a utilização de crianças, por vezes com apenas dez anos de idade, pelo exército birmanês.

Segundo a ONG, as crianças são forçadas a mentir e falsificar os seus dados pessoais para poderem integrar o exército, compensando a falta de soldados voluntários e a alta taxa de deserção que têm debilitado a capacidade repressiva do regime.

Termos relacionados Internacional