You are here

Ministro da Economia gaba-se aos chineses: os salários portugueses são baixos!

Manuel_PinhoO ministro da Economia, Manuel Pinho, “vendeu” Portugal aos empresários chineses garantindo que os salários portugueses eram baixos, e ainda iam ficar mais baixos, graças à pouca “pressão para o seu aumento”. O deputado bloquista Fernando Rosas considerou que o ministro da Economia entrou em “contradição gritante” com a “retórica do Governo” sobre requalificação, ao apontar os salários baixos como uma razão para a China investir em Portugal.

 

“É uma contradição gritante com toda a retórica da inovação e requalificação dos trabalhadores. De repente na visita à China o factor competitivo já é a mão-de-obra barata”, criticou o deputado Fernando Rosas, em declarações à Lusa. O secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, comentou a declaração do ministro à SIC Notícias dizendo “que o governo só fala verdade no estrangeiro”.  

Segundo a agência Lusa, citada pela RTP, na abertura do Fórum de Cooperação Empresarial Portugal China 2007, em Pequim, Manuel Pinho apelou ao investimento chinês em Portugal alegando que os custos salariais são inferiores à média da UE e têm uma menor pressão de aumento do que nos países do alargamento.
"Portugal é um país competitivo em termos de custos salariais. Os custos salariais são mais baixos do que a média dos países da União Europeia e a pressão para a sua subida é muito menor do que nos países do alargamento", sustentou o ministro, perante a plateia de empresários chineses.
 

Termos relacionados Política