You are here

Manifestação de polícias juntou mais de oito mil

A dimensão da manifestação superou as expectativas dos sindicatos. Foto da LusaMais de oito mil polícias manifestaram-se em Lisboa por melhores salários, condições de trabalho e estabilidade no emprego. Um protesto expressivo, tendo em conta que existem 22 mil polícias em Portugal. A manifestação reuniu pela primeira vez em 20 anos os nove sindicatos da PSP.

"Superámos os oito mil polícias. Tivemos uma manifestação com um quilómetro de extensão", disse aos jornalistas o presidente da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP), Paulo Rodrigues, no momento em que os manifestantes chegaram ao Terreiro do Paço, vindos dos Restauradores, em Lisboa.

"Basta de demagogia, estatuto digno já" e "Sócrates escuta, os polícias estão em luta" foram alguns dos slogans entoados durante o percurso e à porta do Ministério da Administração Interna.

Os sindicatos exigem que o Governo introduza no novo estatuto a criação de uma tabela remuneratória "justa e adequada" à exigência do serviço, a exclusão da PSP da Lei de Vínculos, Carreiras e Remunerações da Função Pública, a inclusão dos cônjuges nos serviços de saúde da PSP, a pré-aposentação aos 55 anos de idade ou 36 de serviço e a atribuição do subsídio de risco a todos os Profissionais da PSP.

Caso o governo não oiça as reivindicações, a ASPP projecta uma nova acçãod e protesto, apelando aos polícias para entregarem os bonés da PSP na residência oficial do primeiro-ministro no dia 8 de Junho.

Termos relacionados Sociedade