You are here

Lisboa: Costa avança, Seara não

costa01O Partido Socialista confirma hoje o nome do
ministro da Administração Interna, António Costa, como cabeça de lista do
partido à Câmara Municipal de Lisboa. Fernando Seara, presidente da Câmara
Municipal de Sintra, recusou o convite para encabeçar a lista do PSD em Lisboa,
alegando "motivos pessoais" que não quis especificar. A saída de António Costa
do governo deverá ser preenchida por um nome vindo de fora do executivo. A
intenção de Sócrates será reduzir ao mínimo a "dança de cadeiras" na equipa
ministerial.

A recusa de Fernando Seara deixou o PSD sem opções, já que a
actual presidente da Assembleia Municipal, Paula Teixeira da Cruz, recusou o
convite. A ex-ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite também se mostrou
indisponível para a candidatura.

Por outro lado, Helena Roseta, que quer candidatar-se como
independente, anunciou que vai recorrer da data escolhida para as eleições, 1
de Julho, para o Tribunal Constitucional.

Em conferência de imprensa, no hotel Altis, a ex-militante socialista
afirmou que a data é ilegal porque "coarcta um direito de todos os partidos,
que é o de constituir coligações eleitorais", o que, com eleições dia 1 de
Julho, só seria possível até ao fim de ontem. Roseta acusou PS e PSD de terem
defendido a data de 1 de Julho, que a obriga a apresentar até à próxima
segunda-feira as quatro mil assinaturas para concorrer às eleições.

O CDS/PP também se opôs à data de 1 de Julho. À semelhança de Roseta, o líder da distrital de
Lisboa do CSD/PP, António Carlos Monteiro, entendeu que a data
não respeita a lei.
 

Termos relacionados Política