You are here

Lisboa: Assembleia Municipal aprova Plano Verde por unanimidade

Sá Fernandes e Gonçalo Ribeiro Teles - Foto de Paulete MatosA Assembleia Municipal de Lisboa aprovou por unanimidade o Plano Verde, nesta terça-feira.
O Plano Verde é uma ideia original do arquitecto Gonçalo Ribeiro Teles, proposta e defendida pelo vereador Sá Fernandes e representa uma viragem na política de ordenamento do território, de ambiente e espaços verdes da cidade de Lisboa.
A Câmara Municipal de Lisboa dispõe agora de dois meses para proceder à actualização do Plano.
Veja vídeo do Plano Verde e a proposta aprovada na A. M. de Lisboa.

Nas últimas décadas os vários Executivos da Câmara de Lisboa consideraram fundamental a implementação de um Plano Verde para Lisboa, no entanto pouco ou nada foi feito para prosseguir esse objectivo.

Com o Plano Verde pretende-se contrariar aquilo que tem sido prática corrente na gestão da autarquia lisboeta: o crescimento casuístico do espaço urbano, a falta de equipamentos junto dos parques já construídos - "dar vida aos parques" - sem consideração pelos elementos naturais da paisagem e sem respeito pelos valores culturais e patrimoniais existentes, a par do sistemático aumento da poluição sonora e atmosférica na cidade e da óbvia falta de espaços de recreio e lazer.

A actualização do Plano será conduzida pelo Gabinete do Plano Verde, tutelado pelo Vereador José Sá Fernandes, sendo então elaborado o regulamento que permitirá a inclusão da proposta no processo de revisão do Plano Director Municipal, bem como a definição de medidas preventivas que evitem mais comprometimentos urbanísticos nas zonas essenciais da estrutura ecológica que se pretende.

Termos relacionados Política