You are here

Israel prende ministro da educação palestiniano

nasser_shaerDurante esta madrugada as forças israelitas prenderam mais de 30 personalidades palestinianas, entre elas o Ministro da Educação Nasser Shaer, dois deputados e três presidentes de Câmaras Municipais (Nablús, Qalqiliya y Beita), todos do Hamas. Israel toma medidas cada vez mais ofensivas, depois de há poucos dias o próprio Ministro da Segurança israelita ter afirmado que o Primeiro-Ministro da Palestina Ismael Haniyeh pode tornar-se num "alvo legítimo".

Israel continua a subir a parada do confronto e prendeu esta madrugada o Ministro da Educação Palestiniano, Nasser Shaer. Segundo a sua mulher "chegaram cinco veículos armados" a casa e perguntaram pelo Ministro. Nasser Shaer identificou-se e foi imediatamente levado, sendo que a única justificação dada pelos militares foi um seco "temos ordens". Esta é a segunda vez que o Ministro é preso pelo exército israelita (a primeira foi em Agosto do ano passado)

Esta detenção foi apenas uma parte da operação encetada pelo exército israelita contra cerca de 30 figuras do Hamas, incluindo deputados e Presidentes de Câmaras Municipais.

Ontem à tarde, o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahomud Abbas promoveu uma reunião com as várias forças palestinianas para chegar a um acordo de cessar-fogo com Israel. Apesar de Abbas desejar um cessar-fogo unilateral por parte do Hamas, do encontro resultou uma proposta de cessar-fogo bilateral, para que Israel pare igualmente os ataques a Gaza e à Cisjordânia.

Entretanto, mais um ataque do exército israelita provocou três feridos em Gaza.

Veja a notícia anterior: Israel ameaça matar Primeiro-Ministro Palestiniano

Termos relacionados Internacional