You are here

Helena Roseta rejeita convergência

helena_rosetaHelena Roseta, candidata independente à Câmara Municipal de Lisboa, recusou qualquer acordo ou reunião com José Sá Fernandes, afirmando que não negoceia com partidos, adiantou o semanário Sol.
«Não há negociação nenhuma com Sá Fernandes». A ex-militante do PS rejeitou assim a proposta de convergência feita ontem por Sá Fernandes, no sentido de criar uma alternativa à esquerda para a cidade de Lisboa.
Entretanto, segundo as últimas notícias, Carmona Rodrigues, que tem uma declaração marcada para as 19h de hoje, não deverá ser candidato à Câmara.
 

«Não há negociação nenhuma com Sá Fernandes», assegurou Helena Roseta ao Sol. A candidata independente rejeita assim qualquer acordo para a junção das duas listas.

Também a rádio Alvor de Sintra, citando a Lusa, refere que Helena Roseta rejeitou a proposta de José Sá Fernandes para que os dois juntassem listas e se apresentassem às eleições através de um projecto comum. Segundo fonte do Bloco de Esquerda, Sá Fernandes admitia que Roseta encabeçasse essa lista conjunta e a ex-militante do PS terá concordado em reunir-se com o advogado esta quinta-feira para discutir essa proposta.

Por sua vez, Helena Roseta assegurou ao Sol que «não há qualquer encontro» marcado para esta quinta-feira com Sá Fernandes. Ainda segundo este semanário, a proposta de Sá Fernandes passaria por apresentar Helena Roseta como candidata a presidente da câmara de Lisboa e Sá Fernandes surgiria na lista em segundo lugar. Neste cenário, o Bloco de Esquerda, ficaria formalmente de fora, prescindindo de se apresentar às eleições intercalares, e dando o seu apoio à lista de cidadãos encabeçada por Roseta.

Entretanto, as últimas notícias apontam para que Carmona Rodrigues não se apresente como candidato à Câmara de Lisboa, ao contrário do que foi noticiado hoje de manhã por diversos órgãos de comunicação social. O ex-presidente da CML fará hoje uma declaração às 19h.

Termos relacionados Política