You are here

Fome em Timor provoca distúrbios

timorOs distúrbios provocados pela escassez de arroz levaram a um agravamento da falta de segurança em Díli desde segunda-feira, com ataques a veículos da ONU e do Estado, bem como a diversos armazéns de alimentos. A escassez de arroz levou o preço do produto a atingir os 50 dólares por saca. 148 pessoas foram detidas. O responsável das Nações Unidas em Timor sublinhou a importância da "moralidade e da educação cívica".

Segundo a agência Lusa em apenas 24 horas, foram danificados por apedrejamento 38 veículos da ONU, (24 deles pertencentes à Polícia das Nações Unidas) deixando feridos sete oficiais

As forças das Nações Unidas detiveram 148 pessoas em Díli relacionadas com ataques a veículos e a armazéns de alimentos: 32 na segunda-feira, 79 na terça e 37 na quarta.

A escassez de arroz levou o preço do produto a atingir 50 dólares por saca (cerca de R$ 105) em Lospalos (leste). Um armazém do Programa Mundial de Alimentos (PAM) das Nações Unidas, na região de Bebora, no centro da cidade, foi assaltado e continua cercado por populares, dois dias depois de um outro armazém do PAM em Bebonuk ter sido alvo de uma tentativa de saque.


"Nunca vi um povo que ataca os veículos da ONU", afirmou Atul Khare, representante especial do secretário-geral das Nações Unidas no Timor que destacou ainda a importância da "moralidade, educação cívica e boa liderança política", admitindo no entanto que  "a escassez de arroz está a ter um papel importante" no aumento de tensão na capital.

Sobre uma eventual motivação política por trás da violência em Díli, Khare respondeu que "em países que vivem situações pós-conflito, as causas dos problemas são sempre complexas. Não há uma causa apenas".

O governo timorense anunciou nesta quarta que fez um acordo para a importação de 6.700 toneladas de arroz para as próximas quatro semanas e que continua em negociações com a Austrália para aquisições adicionais do produto.

Por seu turno, o governo australiano recomendou aos seus cidadãos que tencionem visitar Timor-Leste para que reconsiderem esses planos "devido à volátil situação de segurança" naquele país.

Termos relacionados Internacional