You are here

Fenprof: governo mostra teimosia sobre a avaliação

Mário Nogueira, da FenprofA Fenprof acusou esta terça-feira o governo de teimosia ao querer manter o seu modelo de avaliação dos professores. Jorge Lacão, ministro dos Assuntos Parlamentares, disse, na segunda-feira, que a suspensão da avaliação dos professores está fora de questão. Para a deputada Cecília Honório, o fim desta avaliação justificará "a ligação de posições" para uma "coligação pela positiva".

"A teimosia que este Governo tem em manter o conflito com os professores tira-lhe até a lucidez naquela que deveria ser uma atitude diferente em relação ao passado, para permitir resolver problemas graves», disse Mário Nogueira, secretário-geral da Federação Nacional dos Professores, à TSF.

O facto de o governo ter dito que a suspensão do modelo de avaliação dos professores está fora de questão mostra, para o dirigente sindical, que "a relação dos professores" com o governo "é para manter nos níveis de conflito que se verificaram anteriormente".

Para Mário Nogueira, ou o governo e o PS encontram rapidamente uma alternativa a esta avaliação "ou então a derrota está mais ou menos anunciada", porque "toda a oposição reafirmou a sua intenção de suspender o modelo" de avaliação dos docentes.

O Bloco de Esquerda reafirmou a sua intenção de contribuir para a suspensão imediata do actual modelo de avaliação. "As escolas precisam de tranquilidade e de condições para um trabalho com qualidade e merecem um modelo de avaliação credível, que deve ser construído o mais brevemente possível", defendeu a deputada bloquista Cecília Honório, para quem "é necessário suspender este modelo de avaliação que não faz sentido e que já mostrou que não tem qualquer crédito".

Cecília Honório defendeu a "a ligação de posições" de toda a oposição para uma "coligação pela positiva, em nome da qualidade do ensino."

Termos relacionados Política