You are here

Europa

SINDICALISTAS DE ESQUERDA REUNIRAM EM BERLIM
Reunião de sindicalistas em Berlim (11 de Novembro de 2006)Sindicalistas de 11 países e 14 partidos da Esquerda Europeia reuniram em Berlim, no passado dia 11 de Novembro, para lançar uma rede de sindicalistas da Esquerda Europeia. De Portugal esteve presente António Chora que comentou para o esquerda.net: "Foi uma boa iniciativa, onde se avaliou os combates do mundo do trabalho contra o neoliberalismo em cada país e em toda a Europa. Um bom início que precisa e vai ter continuidade".

A reunião teve lugar a convite do partido alemão de esquerda (Linkspartei.PDS) e do partido comunista alemão (DKP). Estiveram presentes participantes de: Alemanha, Áustria, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Grécia, Itália, Polónia, Portugal e Reino Unido.

Na rede que decidiram iniciar podem colaborar membros do partido da Esquerda, mas também todos os que se identifiquem com os ideais do partido mesmo não sendo membros.

Estão unidos na defesa de uma politica económica europeia de carácter distinto da actual, uma politica de esquerda, e acordaram começar a mobilizar contra a directiva sobre horários de trabalho e prosseguir a luta contra a directiva Bolkestein.

Os participantes aprovaram uma declaração comum e decidiram convocar novo encontro para o primeiro fim-de-semana de Maio de 2007.

Declaração da reunião inicial para a fundação de uma Rede de Sindicalistas da Esquerda Europeia celebrada a 11 de Novembro de 2006 em Berlim:

"A 11 de Novembro de 2006 reuniram-se em Berlim 26 representantes procedentes de 11 países europeus e 14 partidos de esquerda em Berlim. Pessoalmente representam uma parte da Esquerda Política Europeia e também uma parte da Esquerda sindicalista.

O convite para este encontro partiu do Partido da Esquerda.PDS da Alemanha (Linkspartei.PDS) e do Partido Comunista Alemão (DKP), tendo como objectivo contribuir para a criação de uma rede da esquerda sindicalista na Europa, apoiando-se no imenso tesouro de experiências acumuladas nos diferentes países, sem deixar de ter em consideração os problemas existentes.

As e os participantes neste encontro estão de acordo em que é urgente fortalecer a cooperação entre os sindicalistas das esquerdas na Europa. Os participantes não se consideram como concorrentes com outras redes existentes ou em desenvolvimento, mas sim como um complemento que tem o seu núcleo no âmbito sindical.

Manifestam o seu acordo nos seguintes pontos centrais para uma cooperação futura:

- Defesa do serviço público e combate à privatização;

- Combate à desregulamentação que abarca: a luta contra a pobreza, a desregulamentação do sector dos transportes, o trabalho temporário, a regulamentação da jornada laboral, a luta política contra a directiva Bolkestein e o falso trabalho independente;

- Defesa dos direitos dos imigrantes e igualdade de direitos dos trabalhadores estrangeiros;

- Combate à precarização, particularmente entre as mulheres;

- Pontos de carácter estrutural: melhoria das condições de luta (incluindo a diminuição da burocracia e o desenvolvimento dos sindicatos, intercâmbio de experiências de lutas grevistas, assim como das experiências acumuladas pelos comités de empresa internacionais, etc.)

As e os participantes e eventualmente novos participantes reunirão no primeiro fim de semana de Maio de 2007 em Atenas, convidados pelos companheiros e companheiras do Synaspismos."

Termos relacionados Internacional