You are here

Emigrantes fazem menos remessas para Portugal

EurosDinheiro enviado pelos portugueses no exterior ficou 205 milhões de euros abaixo de 2008. Imigrantes residentes em Portugal também enviaram menos dinheiro para os países respectivos. Mas o saldo ainda é positivo para Portugal.

Até Outubro, as remessas de emigrantes portugueses espalhados pelo mundo foram menos 205 milhões do que no mesmo período do ano passado, segundo dados do Banco de Portugal compilados pelo Jornal de Negócios. A queda reflecte a crise económica que abalou a economia internacional.

Os portugueses em França foram os que mais contribuíram para a queda, enviando para Portugal menos 90 milhões de euros que em 2008. As outras comunidades emigrantes que contribuíram para a redução das remessas foram dos EUA, do Reino Unido e da Suíça.

No outro sentido, os imigrantes que vivem em Portugal também enviaram menos dinheiro para os seus países de origem: as remessas enviadas totalizaram cerca de 434 milhões de euros nos primeiros dez meses de 2009, uma redução de 33 milhões (7%) em relação a 2008. A comunidade brasileira, a maior do país, enviou menos 24 milhões de euros que no ano passado.

Ainda assim, o saldo de entradas e saídas de remessas permanece positivo, com 1,43 mil milhões de euros. Isto é, os emigrantes portugueses enviam muito mais dinheiro para o país do que aquele que sai enviado pelos imigrantes que cá residem.

 

 

Termos relacionados Sociedade