You are here

Eleições em Lisboa a 1 de Julho

cmlisboaA Governadora Civil de Lisboa, Maria Adelaide Rocha, marcou as eleições intercalares para a Câmara Municipal de Lisboa para 1 de Julho, depois de ter ouvido os representantes dos partidos políticos.
As listas terão de ser entregues até dia 21 de Maio e o período oficial de campanha eleitoral decorrerá entre 22 de Junho e 1 de Julho.

A governadora civil de Lisboa marcou a data das eleições depois de ouvir os representantes dos partidos políticos e Helena Roseta.

A líder da distrital do PSD, Paula Teixeira da Cruz, defendeu que as eleições intercalares se realizassem a 24 de Junho ou a 1 de Julho. Miranda Calha, secretário nacional do PS para as autarquias, defendeu 1 de Julho. O PCP e os Verdes indicaram 1 ou 8 de Julho. O Bloco de Esquerda, representado pelo coordenador autárquico Pedro Soares, defendeu também 1 de Julho.

O CDS-PP, representado por António Carlos Monteiro, defendeu a data de 8 de Julho. Helena Roseta defendeu igualmente 8 de Julho, argumentando que é a data que lhe permitirá garantidamente recolher as 4000 assinaturas necessárias para se candidatar.

As listas terão de ser apresentadas até 21 de Maio, já que todos os prazos da lei eleitoral para as autarquias locais são reduzidos em 25% em eleições intercalares

Outros dados e legislação no dossier Câmara de Lisboa, em Carmona tentou atrasar eleições intercalares

Termos relacionados Política