You are here

Crise na CML: PSD retira apoio a Fontão de Carvalho

PSDA direcção do PSD decidiu retirar o apoio a Fontão de Carvalho. Carmona Rodrigues esteve reunido na tarde de 6ª feira com a direcção do PSD, onde foi informado da decisão. A direcção do PSD declara a quebra de confiança no vice-presidente da CML, pelo facto de ser arguido há três meses e não ter informado o partido pelo qual foi eleito.
Carmona Rodrigues tinha reiterado a argumentação do vice-presidente para se manter no cargo e chegou mesmo a afirmar publicamente que a direcção do PSD apoiava a decisão de Fontão de Carvalho, depois de ter sido contactada 5ª feira à noite.(Leia notícia anterior no esquerda.net)
Todos os partidos da oposição consideraram já que Carmona Rodrigues não tem condições para continuar como presidente da Câmara de Lisboa. Francisco Louçã reafirmou a posição do Bloco de Esquerda de que a única solução para a crise da CML é a realização de eleições intercalares. Segundo a agência Lusa, Francisco Louçã afirmou "Trata-se de uma derrocada. Os escândalos na maioria que já não é maioria PSD/CDS-PP (...) um executivo que não governa e um presidente que não preside exigem a solução, tranquilamente democrática, de haver eleições para que os lisboetas decidam sobre o futuro da cidade".

O coordenador da comissão política do BE considerou que a retirada da confiança política por parte do PSD a Fontão de Carvalho ou Carmona Rodrigues é um problema de "ajuste de contas entre o PSD", acrescentando que "A questão principal é que Lisboa não tem já governo nem política, está mergulhada em escândalos por culpa do PSD e do CDS-PP. Não sei se hoje é o último dia da presidência de Carmona Rodrigues mas se for, é tarde".

Termos relacionados Política