You are here

Contestação no Irão

PROTESTO ESTUDANTIL CONTRA AHMADINEJAD
Ahmadinejad - foto da lusaEstudantes iranianos interromperam hoje o discurso de Ahmadinejad na universidade Amir Kabir de Teerão gritando "morte ao ditador", queimaram a foto do presidente e lançaram petardos. A agência noticiosa semi-oficial Fars anunciou que houve confrontos desses estudantes com os partidários do presidente que impediram os estudantes de chegar ao pódio, enquanto Ahmadinejad afirmava: "O grupo minoritário que diz que não há liberdade de expressão não está a permitir a maioria de ouvir as minhas declarações". Esta contestação deu-se no dia em que começou em Teerão uma conferência patrocinada pelo regime iraniano que pretende "rever o Holocausto".

O lema da Conferência é "Revisão do Holocausto: visão global" e "pretende submeter a exame" o Holocausto com a ajuda de 150 revisionistas de 30 países. Entre os temas em discussão destaca-se um debate sobre se os nazis usaram ou não câmaras de gás para matar judeus. Seis milhões de judeus foram mortos pelo III Reich em campos de concentração durante a segunda guerra mundial.

A contestação dos estudantes, que se saiba, foi a primeira que Ahmadinejad enfrentou em público desde que foi eleito em 2005.

Termos relacionados Internacional