Concentração dos trabalhadores da Qimonda

30 de May 2009 - 16:13
PARTILHAR

600 trabalhadores perdem o vínculo laboral a partir da próxima semanaOs trabalhadores da Qimonda concentraram-se este sábado, em Vila do Conde, procurando pressionar o governo para que encontre uma solução para o funcionamento. "Sentimos que é possível salvar a empresa e manter todos os postos de trabalho", declarou um trabalhador à imprensa, lembrando que "se perdermos esta unidade, todos os portugueses ficam mais pobres".

 

Na próxima semana, 600 trabalhadores despedidos pela Qimonda perdem o seu vínculo laboral com a empresa. Numa manifestação de solidariedade, os restantes trabalhadores concentram-se hoje em Vila do Conde, para pressionar o governo a encontrar uma solução.



Em declarações à imprensa, um representante dos trabalhadores afirmou sentir que "é possível salvar a empresa e manter todos os postos de trabalho" e salientou que "se perdermos esta unidade, todos os portugueses ficam mais pobres", lembrando que esta é "uma unidade fundamental para Portugal e para a Europa".



A Qimonda é uma empresa de alta tecnologia, produzindo chips para computadores, tendo-se tornado a maior exportadora nacional. A empresa, que tem sede na Alemanha, empregava quase duas mil pessoas em Portugal.



Quer em Portugal, quer na Alemanha, tem havido sucessivas notícias sobre eventuais interessados na aquisição da Qimonda, ainda que, até agora, não se tenha conseguido chegar a acordo com qualquer deles.