You are here

A China e a Globalização

mmurteira.jpgNão perca a sessão conduzida por Mário Murteira sobre a China. Vai ser no Fórum "Socialismo 2007", no sábado, dia 1, às 11h. Nos comentários que pode ler neste texto de apoio, Mário Murteira observa que "A globalização do sistema mundial, de que a China é um actor principal, significa a mercantilização das relações sociais e os chineses, mesmo culturalmente, não se sentem pouco à vontade nesse processo. Pelo contrário: trabalham duramente, com tempos e intensidades quotidianos dificilmente suportáveis por ocidentais, para poderem emergir da pobreza em que o grande número ainda se encontra mergulhado. Mas um dos lados mais negativos da globalização - a acentuação de desigualdades, nomeadamente entre classes sociais e regiões - também é observável neste imenso território. Bem como o aumento de desemprego, e as migrações internas não controladas. A transição para a economia de mercado, entre outras consequências, implica o desmantelamento de estruturas sociais que desempenhavam papel equivalente ao Welfare State europeu." Leia aqui o Programa do Socialismo 2007 .

Termos relacionados Política