You are here

Bush e o Irão

EUA SÓ SAEM DO IRAQUE DEPOIS DA VITÓRIA
BushGeorge W Bush afirmou hoje que a vitória militar no Iraque é fundamental para vencer a «guerra ao terrorismo». Considerando que os EUA e os seus aliados estão envolvidos numa luta ideológica contra grupos islamistas xiitas e sunitas, onde incluiu em pé de igualdade a Al-Qaeda e o Hezbollah, Bush elegeu o Iraque como o centro dessa guerra, avisando que os EUA «não sairão do Iraque até atingirem a vitória». Falando para soldados veteranos em Salt Lake City, no Utah, argumentou que se os Estados Unidos não enfrentarem os terroristas no Iraque acabarão por enfrenta-los na sua própria casa. Este é o primeiro de uma série de discursos sobre política externa que o Presidente dos Estados Unidos tem programado com vista à batalha eleitoral que se aproxima em que a baixa popularidade do Presidente e a guerra do Iraque parecem ser um grave problema para os republicanos.


George W. Bush fez este discurso no mesmo dia em que acaba o prazo dado pelas Nações Unidas para que o Irão cesse o alegado programa militar nuclear. O presidente americano avisou que haverá consequências caso a via diplomática seja insuficiente. Um relatório da Agência Internacional de Energia Atómica confirma que o Irão não cessou o enriquecimento de urânio. O Irão tinha dado sinais de abarandamento no avanço do seu programa nuclear, mas as actividades de enequecimento terão aumentado poucos dias antes do final do prazo, que termina hoje.Esta série de discursos pretende virar a opinião pública americana em relação à política externa desta administração em vésperas de eleições intercalares para o Congresso. Segundo uma sondagem desta semana da CNN, mais de 60% dos norte-americanos opõe-se à guerra do Iraque. 52% consideram mesmo que a guerra do Iraque é uma distracção em relação ao combate ao terrorismo. Negativa em praticamente todos os pontos, os americanos parecem apenas achar de positivo no seu Presidente o facto de ele ser um líder forte (51%). 54% não o considera honesto, a mesma percentagem que afirma não compartilhar dos seus valores. 58% não confia nele e 51% pensa que Bush não domina assuntos de maior complexidade.

Termos relacionados Internacional