You are here

Bragaparques

SÁ FERNANDES EXIGE QUE CÂMARA REVELE NEGÓCIOS
Vereador José Sá FernandesEm conferência de imprensa dada no Sábado 13 de Janeiro, o vereador Sá Fernandes, exigiu que a maioria da Câmara de Lisboa revele todos os negócios que a Câmara tem com a empresa Bragaparques, cujo sócio-gerente foi acusado de corrupção activa pelo Ministério Público na passada 5ª feira. "Em Fevereiro de 2006 pedi dados sobre todos os negócios entre a CML e a Bragaparques e até hoje não me entregaram absolutamente nada", disse o vereador.

José Sá Fernandes, vereador independente eleito pelo Bloco de Esquerda na Câmara Municipal de Lisboa, que se encontrava acompanhado por Francisco Louçã, reafirmou que a permuta dos terrenos do Parque Mayer com os terrenos da Feira Popular foi um "negócio lesivo para a cidade" e acrescentou novos dados.

Segundo o vereador Sá Fernandes existem três avaliações do valor dos terrenos do Parque Mayer, sendo que apenas uma delas não foi feita pela Bragaparques. Nessa avaliação o valor dos terrenos do Parque Mayer é cinco vezes menor, 9 milhões de euros contra 50 milhões

Recorde-se que o administrador da Bragaparques tentou corromper Sá Fernandes, oferecendo-lhe 200 mil euros para fazer uma declaração onde dissesse que o negócio do Parque Mayer/Feira Popular tinha sido bem feito. (Veja notícia no esquerda.net).

O vereador Sá Fernandes considera que "este caso é suficientemente grave para ser feita uma sindicância à Câmara" e prometeu divulgar, já na próxima semana, novos dados sobre os negócios entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Bragaparques.

Termos relacionados Política