You are here

Bloco acusa

RUI RIO GASTA 2,5 MILHÕES DE EUROS EM PROPAGANDA
joaosemedoO deputado do Bloco de Esquerda João Semedo acusou, numa intervenção no Parlamento, Rui Rio de gastar fortunas com propaganda política. O deputado bloquista contestou os cortes na cultura feitos pela autarquia portuense e sublinhou que a verba gasta pela Câmara do Porto com actividade culturais era de 200 mil euros, “inferior à da Câmara Municipal da Guarda”, e  muito inferior aos 2,5 milhões de euros destinados «à propaganda camarária». 

«Tentando agitar as pessoas contra o despesismo dos criadores culturais Rui Rio esqueceu-se de dizer que o valor em causa, cerca de 200 mil euros, é doze vezes inferior à despesa com a propaganda camarária, que atinge 2,5 milhões de euros», disse. 

«Um valor que serve para pagar o site institucional da Câmara Municipal do Porto, um instrumento de luta partidária pago com o dinheiro dos contribuintes e que mais parece ter sido redigido pelo ministro da Informação do Iraque», acrescentou. 
Semedo criticou ainda a decisão da autarquia do Porto, anunciada no início de Novembro de acabar com todos os subsídios pecuniários a fundo perdido. “O problema de Rui Rio não é a subsídio-dependência, nem tão pouco acabar com ela. É construir, instalar e impor uma subsídio dependência que compra fidelidades políticas e eleitorais», acusou o deputado do BE João Semedo, na sua declaração política na Assembleia da República. Também o PS se juntou às críticas a Rui Rio. O deputado Manuel Pizarro falou em «vergonha» e considerou que aquilo que se vive no Porto é indigno. A defesa de Rui Rio pelo PSD foi feita pelo deputado Aguiar Branco. O ex-ministro da Justiça esclareceu que a prioridade do presidente da Câmara do Porto não é a cultura.

Termos relacionados Política