You are here

Aumenta crédito malparado das famílias

Crédito à habitação e consumo são responsáveis pelo incumprimento a níveis nunca vistos. Foto woodleywonderworks/FlickrAs dificuldades das famílias portuguesas em pagar os empréstimos bancários continuam a aumentar e a dívida por cumprir atingiu 3,7 mil milhões em Outubro.

 

O volume de crédito malparado é um indicador da crise económica que o país atravessa. E de acordo com o Boletim Estatístico divulgado esta quarta/feira pelo Banco de Portugal, o crédito malparado voltou a aumentar tanto nas empresas como nos particulares, apesar dos empréstimos concedidos pela banca não terem aumentado.

Os números atingem o valor mais elevado dos últimos onze anos. Estes 3,7 mil milhões representam um aumento de 131 milhões de euros face a Setembro e de 840 milhões face a Outubro do ano passado. Só no último ano, o crédito malparado cresceu 28,9% e representa 2,77% do crédito total concedido pela banca aos particulares.

A maior fatia deste crédito malparado vem dos empréstimos à habitação, responsável por 1,9 mil milhões. Face ao total dos empréstimos concedidos, o malparado representa 1,76%, o número mais elevado desde 1997, o ano em que se começaram a processar estes dados. Já no crédito ao consumo, o incumprimento das dívidas dispara para valores próximos dos 7%.

Outro dos dados revelados pelo Banco de Portugal é a quebra no crédito concedido pela banca. Entre Janeiro e Outubro, os bancos emprestaram para a compra de casa 7,6 milhões, bem abaixo dos 11,7 milhões emprestados no mesmo período do ano passado. Um cenário que não é exclusivo do crédito à habitação, já que no consumo a descida do montante emprestado ronda os 30%. O valor dos depósitos bancários dos particulares também desceu, pelo terceiro mês consecutivo.

Quanto às empresas, o panorama não é muito distinto, com o valor do crédito concedido a baixar consideravelmente, em particular no sector do comércio, e o incumprimento das empresas a aumentar, atingindo o máximo histórico de 1999, para o qual contribuem bastante o sector imobiliário e da construção.
 

Termos relacionados Sociedade