You are here

Arizona criminaliza imigração ilegal

O estado do Arizona, nos EUA, promulgou uma lei que autoriza a polícia a prender durante seis meses e a punir com uma multa de 2500 dólares um imigrante ilegal.

Arizona - Foto de kevindooley / FlickrO estado do Arizona, nos EUA, promulgou uma lei que autoriza a polícia a prender durante seis meses e a punir com uma multa de 2500 dólares um imigrante ilegal.

Diversas manifestações marcaram o final de semana no estado do Arizona, onde a governadora, Jan Brewer, assinou a lei SB 1070, que considera crime entrar e permanecer ilegalmente no estado. A medida está a ser considera a mais repressiva lei anti-imigração dos EUA e já mereceu criticas do presidente Barack Obama e do governo do México que considera que a norma "representa um obstáculo para a solução dos problemas comuns na região fronteiriça e na América do Norte em seu conjunto".

Centenas de latino-americanos estiveram reunidos no último domingo em frente ao Capitólio da cidade de Phoenix, no Arizona, e várias organizações já anunciaram novos actos de repúdio, acções judiciais e outras medidas contra a lei que consideram racista e que dá carta branca à polícia para interrogar os cidadãos de aparência hispânica. A lei aprovada estipula que a polícia do Arizona pode exigir às pessoas que lhe parecerem suspeitas para fazerem prova do seu estatuto de residência. Todo o imigrante apanhado sem a documentação devida pode ser detido, pagar uma multa de 2 500 dólares e ser condenado a uma pena até seis meses de prisão.

Com o apoio do maior sindicato da polícia do Arizona, a governadora afirma que a lei será uma protecção contra "a ganância assassina dos cartéis da droga”. Com 626 km de fronteira com o México, o estado do Arizona estima ter uma comunidade de 460 mil imigrantes ilegais.

Termos relacionados Internacional