You are here

Almerindo Marques sai da RTP para a Estradas de Portugal

Almerindo vai para as Estradas de PortugalO governo nomeou esta tarde o actual presidente da administração da RTP para igual cargo na Estradas de Portugal, a empresa cuja concessão da rede rodoviária nacional está envolta em polémica. A escolha de Almerindo Marques foi elogiada por Luís Filipe Menezes, enquanto Francisco Louçã diz que o governo se precipitou nesta escolha.

No momento em que a resolução do Conselho de Ministros (que concede por 75 anos a concessão das estradas a esta empresa) é criticada por ser inconstitucional, o governo optou por nomear de imediato Almerindo Marques para dirigir a Estadas de Portugal. No seu lugar na RTP, cujo mandato terminaria só em Dezembro, ficará interinamente Ponce de Leão, que é hoje o vice-presidente da televisão pública.

As reacções à nomeação de Almerindo Marques não se fizeram esperar. O líder do PSD aplaudiu a escolha do presidente da RTP para gerir as estradas portuguesas e disse que vai estar atento à composição partidária do resto do Conselho de Administração, ainda por nomear.

Francisco Louçã, que nas últimas semanas tem trocado acusações com Sócrates por causa do processo de concessão das estradas, primeiro por 99, agora por 75 anos, diz que o governo se precipitou em nomear o gestor. "Almerindo Marques não tem no seu currículo nenhuma competência relativa à gestão deste tipo de empresas" disse o coordenador da comissão política do Bloco, afirmando-se "muito surpreendido" com a decisão tomada no dia em que sugem dúvidas sobre a legalidade da resolução governamental, classificando-a como "um sinal de grande nervosismo e de grande impreparação."

 


Leia também:
Estradas de Portugal: novo prazo é ilegal

Termos relacionados Política