You are here

113 soldados americanos mortos no Iraque em Maio

bombUm porta-voz militar dos Estados Unidos anunciou ontem que dez soldados americanos morreram segunda-feira devido a explosões de bombas armadilhadas à beira da estrada e na queda de um helicóptero, elevando o número de baixas militares americanas para 113. Maio é já o terceiro mês mais mortífero desde o início da guerra. Ainda ontem, cinco britânicos foram raptados do Ministério das Finanças de Bagdad.

Uma fonte ouvida pela agência Associated Press atribuiu o rapto ao Exército Mahdi, ligado ao líder xiita Moqtada Al-Sadr. O rapto foi executado por 40 homens armados, vestindo uniformes da polícia, que capturaram os britânicos - na sua maioria funcionários de segurança - e levaram-nos numa caravana de 19 carros todo-o-terreno em direcção ao bairro de Sadr City.

O ataque terá sido uma vingança em relação à morte de um dos líderes da organização xiita por forças dos EUA. Quatro dos britânicos são funcionários da empresa de segurança GardaWorld. O outro trabalha para a empresa BearingPoint, uma empresa de consultoria.

Confirmando o caos que reina no país, pelo menos 120 pessoas foram mortas por todo o país só ontem, segundo um levantamento da AP.

Quanto aos soldados americanos mortos, oito foram morreram por bombas de beira de estrada e dois devido à queda de um helicóptero, provavelmente abatido por disparos de terra.

Desde o início da guerra, os meses mais mortíferos para as tropas americanas foram novembro de 2004, com 137 mortes, e Abril de 2004 com 135.

Termos relacionados Internacional