You are here

Add new comment

Mas as coisas não são tão fáceis assim: Durante 3 anos o governo moçambicano andou a minimizar o conflito e nada fez; durante décadas as elites da FRELIMO nada fizeram pelo desenvolvimento de Cabo Delgado, cuidando apenas de se enriquecerem em conluio com empresas internacionais para explorar os recursos minerais e naturais, como com os chineses na exploração ilegal de madeira. Essas elites são as verdadeiras responsáveis por não terem dado à população, e especialmente aos jovens, quaisquer perspectivas e, por isso, são as reais culpadas pela tragédia de Palma. Mas Portugal e a UE aceitaram a negligência do governo moçambicano, deixaram passar o tempo e tornaram-se cúmplices do corrupto governo em Maputo.