You are here

Add new comment

A "periferia" olha para o "centro" desejosa por vivenciar seu momento de "centro", mas isso depende da "mão" que os conduz, Mao foi essa "mão" na China, certamente no Brasil não será o xiita do Bolsonaro que o fará, muito pelo contrário, avisinha-se um período nebuloso, onde o Brasil se tornará ainda mais periférico, pela inaptidão política, emocional, cognitiva, desse novo governo que aproxima.