You are here

Add new comment

Uma Espanha às arrecuas
Este fim penoso da governação Rajoy está a abrir portas a um levantar de cabeça do fascismo franquista, que a democracia espanhola não conseguiu eliminar. Em Portugal apesar de alguns suspiros pelo regime da velha senhora, parece-me que o que resta do salazarismo rosna, mas já se adaptou ao sistema e vão sendo capazes de viver com duas caras. A opinião escrita vai-se resumindo às crónicas do Nuno Melo que uma vez por semana no JN vai cuspindo ódio sobre a esquerda, mum registo cada vez mais reaccionário, ajudado por um outro Sr. Advogado que à 2ª feira no mesmo jornal vai exibindo a sua verbe pessonhenta. Eles são mauzinhos, mas são poucos, não arregimentam muita gente, e para se sentirem com as costas quentes, infiltram-se nas claques e sonham com noites de cristal. A coisa em Portugal aguenta-se. Mas se vivesse em Espanha eu andava muito preocupado.