You are here

Add new comment

Caros camaradas
Percebo a dificuldade do BE em estar ao mesmo tempo com " deus e com o diabo". AS sua responsabilidades políticas em apoiar este governo acabam por anular de forma cada vez mais independente os valores principais por que se tem batido, sempre. De certo modo o BE vai engolindo sapo após sapo para cumprir os seus compromissos e decisão de apoiar este governo. Mas ... há limites! Não basta a análise correta e as propostas oportunas com as quais concordo, que faz sobre o combate, não basta! Tem que deixar de ser politicamente correcto, demasiado quanto a mim e de uma vez por todas dar um murro na mesa. Isso implica, neste momento e em face a um desempenho perfeitamente inadequado da ministra da administração interna e dos seus mais directos colaboradores incluindo o secretário de estado, que revelaram a maior incompetência e imprudência na aceitação da redução do estado de prontidão no combate aos incêndios quando os sinais emanados das previsões meteorológicas do IPMA durante vários dias - calor acima da época, situação de seca extrema em muitos locais do país, etc, fariam claramente sugerir que bastava um pequeno rastilho para que nova catástrofe pudesse surgir. Carambas! Então a ministra não dá conta de como o país estava em ameaça grave de risco de incêndio! Incrível a falta de percepção dos potenciais riscos de incêndio e consequente tragédia. Perante esta terrível catástrofe o BE só tem uma solução para manter a credibilidade politica que tem neste momento e prestar a obrigatória e devida homenagem às 42 vítimas desta última vaga de incêndios. Reivindicar no parlamento ou em conferencia de imprensa a demissão da ministra e do secretário de estado. Disse. Carlos Gomes Militante do Bloco de Esquerda em Vila Real.