You are here

Add new comment

É com lastima que tenho de concordar com Miguel Guedes. Preferia ver no CDS o partido da autenticidade, das avaliações razoáveis e adequadas, do aplauso ao bem feito e de ser implacável com os trafulhas e corruptos. Não basta bater com no peito. Não interessa a filiação de quem não presta, de quem é intelectualmente desonesto e mente desaforadamente. Que saudade de Amaro da Costa, de Adriano Moreira e do Manuel Monteiro. Homens incapazes de atraiçoarem os ideais democráticos.