You are here

Add new comment

Também trabalho por turnos, e é bom que alguém olhe para nós, como gente, e não com os patrões fazem, que olham para nós como uma máquina, que trabalha enquanto eles dormem, chama-se a isso, ganhar dinheiro a dormir, pois está lá o escravo, a ganhar uma esmola que eles dão pelo trabalho noturno, mas que nunca compensa os anos de vida que se perdem, e à partida, isso é garantido, depois, as doenças relacionadas com o sono, distúrbios alimentares, psicológicos e outras complicações que acabam por não se saber bem as causas, mas no fundo está tudo relacionado. O serviço noturno, alguém o tem que fazer! Mas, a que preço? Ganhar o suficiente para nos podermos tratar mais ou menos adequadamente! Descansar mais! Reforma mais cedo! Ou só temos direito a perder? Bem, como disse, os anos de vida que se perdem são garantidos, mas se nos tratassem com mais dignidade, podia ser uma mais-valia, para confortar a nossa alma, pelo menos.