You are here

Add new comment

As justificações do Bloco para não irem a Cuba, na missão com o Presidente da República, constituem desculpas esfarrapadas e infantis que em nada justificam a sua posição. Trata-se duma lamentável e muito criticável postura não solidária com um povo excepcional que tanto tem sofrido ao longo da história, num momento em que há mudanças internas e externas que podem contribuir para a melhoria das suas condições de vida e que exigem o apoio solidário de todos os progressistas.
Não consigo perceber porque é que o Bloco, que no geral tem tido uma linha política muito correcta e construtiva, que vai ao encontro do pensamento e dos ideais de muitos portugueses, volta e meia tem de cometer deslizes radicais desligados da realidade, o que não permite o seu apoio incondicional. Abram um debate interno sobre estes deslizes!