You are here

Add new comment

Compreende-se que Catarina considere mais importante cuidar dos portugueses desfavorecidos do que do salário de um qualquer bancário. Cada coisa na sua vez. Contudo aprovo claramente que os salários dos bancários da CGD sejam indexados à função publica em todos os escalões. O contrário seria inaceitável e provaria que todos os políticos são incompetentes porque ganham «pouco». Um raciocínio fascista.