You are here

Add new comment

Concordo que se aprove este Orçamento, mesmo com as insuficiência referidas, Mas há áreas que são inaceitáveis, nomeadamente a substituição do Imposto de Selo de 1% sobre Imóveis de valor superior a 1M por uma taxa de 0,3%. Isto é o oposto do que foi prometido - taxar os ricos. Com a agravante de baixar igualmente o imposto das off-shores, forma habitual de 'os ricos' adquirirem imobiliário. E a exclusão do património rústico ( quintas e coutadas ) como se explica? Esta politica vai devolver aos ricos absentistas e que fogem ao IRS milhões de euros. E devia ser progressivo, não de taxa única. Mas o mais grave de tudo, no meu entender, é que a medida é defendida pelo Bloco. Não posso aceitar.