You are here

Add new comment

Em Vila Nova de Gaia, paga-se a água ao preço do ouro. Não há tarifas sociais para agregados familiares, cujos dois cônjuges tenham elevada incapacidade e baixos rendimentos. Há até um tribunal arbitral que a expensas da câmara, decide sempre a seu contento, o que faz com que qualquer munícipe queixoso, perante o logro, retira a queixa. A câmara de VNG, não tem dinheiro para nada, aumentou em 200% ou mais o EMI, mas tem dinheiro para encomendar ao arquitecto Siza Vieira, um projecto no valor de quase 200 mil euros, para uma capela na Aforada. Eu pergunto ao BE, que sei ser responsável e atento, porque não paga a câmara de gaia este valor ás outras religiões. Como diz o ditado " ou comem todos ou nenhuns ". Isto serve também para o governo, porque apenas têm regalias sociais, como isenção de impostos, os católicos. Será por estes terem reinventado a morte na fogueira, como na inquisição ???