You are here

Add new comment

Importante artigo caro António Gil.
O comportamento de ambos relativamente à "ordem internacional" também é igual no total desrespeito. A maior diferença é que a Alemanha precisou (?) do Hitler; os EUA não precisam do Trump (pelo contrário) a doutrina nasceu no séc. XIX e com mais ou menos nuances tem sido implacável com o suporte cúmplice interessado das potências que manipulam e torturam a democracia como instrumento de domínio... dos EUA.
O 911 e a reacção geral dentro e fora é a prova de até onde são capazes de ir e até onde o "neoconismo" tomou conta do espaço terráqueo.
E a esquerda (a democracia) deixou-se atar pela pre-determinada impossibilidade de "alguém" no Pentágono e na Casa Branca poder fazer o indizível.E o "somos todos americanos" do Le Monde fez o resto.
Aí estão as consequências.