You are here

Add new comment

Angola, um Estado desavergonhado
As elites políticas e militares angolanas, apoderam-se do erário público como que o Direito Universal lhes permitisse tal actuação.
Vale a pena juntar este pequeno excerto copiado do "OBERVADOR":
A conferência “Perspetivas sobre a Transparência, Direitos Humanos e Sociedade Civil em Angola”, organizada na capital norte-americana pelo National Endowment for Democracy (NED), reúniu o subsecretário adjunto para os Assuntos Africanos do Departamento de Estado norte-americano; o embaixador itinerante da República de Angola, António Luvualu de Carvalho; o embaixador Princeton Lyman, conselheiro do presidente dos Estados Unidos e Rafael Marques.

Referindo-se à situação económica do país, Rafael Marques disse que as normas de transparência e de boa governança foram substituídas pelo “nepotismo” dando como exemplos os “recentes concursos” atribuídos a Isabel dos Santos, filha do chefe de Estado, para as obras de reconstrução da cidade de Luanda, companhia petrolífera estatal Sonangol, assim como o contrato para a construção da marginal sul da capital angolana.
“Isto é o que eu chamo de ‘transparência da pilhagem'”, considerou Rafael Marques referindo-se aos contratos da empresária Isabel dos Santos.
O que está acontecer em Portugal, é que a classe empresarial e política mais corrupta, andam de mãos dadas com esta gente! Não é por acaso que a Isabel Santos, cada vez tem mais negócios em território Luso.
Os apoios portugueses à Isabel Santos, Jogam com o Estado Angolano em plena consensualidade.
Os que se apercebem dos "Assaltos" e que se sentem lesados, protestam contra a DITADURA da MORDAÇA da TORTURA FÍSICA e ECONÓMICA.
Infelizmente existem países, que são governados na base do " BANDITISMO"!